A Polícia Federal prendeu homem apontado como operador financeiro do Pastor Everaldo

A Polícia Federal prendeu neste domingo (30.ago.2020) Victor Hugo Barroso em Porto Alegre (RS). O homem é apontado como operador financeiro do presidente do PSC, Pastor Everaldo.

Barroso foi mais 1 alvo da operação Tris in Idem, que investiga corrupção em contratos públicos do Executivo fluminense. O nome da operação é uma referência ao governador Wilson Witzel, afastado em decorrência da operação, que é o 3º governador do Estado que se utilizaria de esquemas ilícitos semelhantes para obter vantagens indevidas.

Além do suposto doleiro, o próprio Pastor Everaldo também foi preso. Barroso seria o responsável por coordenar supostas fraudes nas contratações.

“[Barroso é] operador financeiro do grupo liderado por pastor Everaldo, responsável por contabilidade paralela, por cooptação de agentes públicos e privados e por direcionar contratações, declarando endereço no exterior e constituindo várias offshores em nome de sua mãe e sua irmã, essa também envolvida”, disse a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça).