Ozzy Osbourne descarta um futuro show do Black Sabbath

Ozzy Osbourne descartou participar de um futuro show do Black Sabbath, apesar de ter dito anteriormente que queria que isso acontecesse.

Em uma nova entrevista, ele lamentou que o baterista original Bill Ward não tivesse participado de suas apresentações de despedida em Birmingham, Reino Unido, em fevereiro de 2017, depois de alguns desentendimentos internos. No entanto, ele também disse que não estava mais interessado em voltar ao palco com Tony Iommi e Geezer Butler.

Osbourne disse à Rolling Stone “Eu estava conversando com Tony Iommi outro dia, e ele estava dizendo que pelo que parece, nós seremos uma coisa do passado no que diz respeito a não haver mais shows”.

Questionado sobre os comentários de Iommi sobre fazer mais um show, ele respondeu: “Não, para mim acabou. A única coisa de que me arrependo é não ter feito o último show de despedida em Birmingham com Bill Ward. Eu me senti muito mal com isso. Teria sido tão bom. Não sei quais foram as circunstâncias por trás disso, mas teria sido bom. ” Ele enfatizou que não tinha “o menor interesse” em outra aparência.

Olhando para a história de cinco décadas do Black Sabbath, o cantor disse: “Lembro-me de pensar, bem, isso vai dar certo por alguns anos, 50 anos depois, ainda está acontecendo. Esses caras são meus irmãos, sabe? É mais do que uma amizade comigo e com os caras; é uma família. Eu não conheço ninguém tão bem quanto eles.

Osbourne disse que estava tentando escrever canções para uma continuação do aclamado álbum solo Ordinary Man deste ano, mas o produtor e co-escritor Andrew Watt ainda estava sofrendo os efeitos de COVID-19, que ele pegou em março.

Deveríamos estar escrevendo, mas ele me mandou uma mensagem outro dia e disse: “Tenho que pedir um tempinho”. Eu disse: “Quando você estiver pronto, me ligue.” Tenho algumas ideias; não muitas. Com Andrew, tudo sai na hora.”