Curta e Compartilhe!

Economia

Qual é a Importância da Contabilidade para as Empresas?

Publicado

on

Mentes Blindadas no Google News

A contabilidade para as empresas deixa de ser um luxo para ser uma atividade fundamental e vital tanto para gestão quanto para a organização financeira de uma empresa.

Portanto, se você deseja manter uma empresa no mercado e tomar sábias decisões na hora de ter uma atitude frente a uma situação, ter o apoio de um contador é crucial.

Se você ainda está se perguntando se ter esse serviço integrado com suas atividades empresariais valem a pena, então veja este artigo e descubra o motivo dessa profissão ser tão importante.

Qual É A Importância Da Contabilidade Para As Empresas?

Dentro de uma empresa a contabilidade tem a responsabilidade de entregar aos gestores todos os valores dos:

·     Custos;

·     Despesas;

·     Receitas;

·     Lucratividade;

·     Ativos e passivos;

·     Entre outros.

Por envolver tantas áreas, e lidar com tantos números importantes para que haja um bom funcionamento organizacional, ela se faz essencial para que te auxilie nas tomadas de decisões.

Sejam essas decisões de planejamento empresarial ou possíveis investimentos com mão de obra ou outras ações que contribua para o crescimento da empresa.

No entanto, ainda que ofereça tantas vantagens, muitos profissionais, principalmente de empresas de pequeno e médio porte, acabam por não dar a devida atenção a essa área.

Abaixo, listamos 5 benefícios que a contabilidade para as empresas traz.

1. Gestão do seu negócio

Como dissemos, a contabilidade ajuda e muito a gestão empresarial, pois possibilita que a empresa tenha uma maior economia de recursos e desse modo, economize tempo em suas tomadas de decisões.

Sendo assim, os gestores podem concentrar sua atenção em atividades nas quais são mais relevantes ao seu cargo podendo ter uma assertividade maior na tomada de decisões.

Assim, você conseguirá ter além de uma boa gestão financeira, uma boa gestão administrativa, patrimonial e de estoque.

2. Menos desperdícios

Com uma boa gestão por trás do seu negócio, é possível que sua empresa administre melhor seus recursos e que assim, evitem gastos desnecessários e muito menos desperdícios.

É muito importante que para que uma empresa cresça, você saiba fazer um bom uso do seu dinheiro.

Muitas empresas acabam indo a falência por não saberem usar muito bem seus recursos financeiros e assim, acabam trazendo consequências para seu negócio.

Por isso ter um contador é vital para que sua empresa não esteja vulnerável a quebras.

3. Antecipação de imprevistos

A contabilidade para as empresas permite com que você se antecipe em relação a futuros problemas e até a erros em análises de números.

Isso porque com as práticas corretas você consegue ter maior controle sobre tudo e assim, é possível fazer com que em épocas mais complicadas, você consiga resolver problemas com maior facilidade.

Se você precisar de alguma coisa com urgência e que demande um gasto grande, com os serviços contábeis é possível que você evite dores de cabeça.

4. Previsibilidade de crescimento

Muitas empresas que não tem um suporte por trás, administram seu negócio sem saber como será o dia de amanhã.

Portanto, em muitos casos, existem empresas que não sabem seus dados e números.

Com a contabilidade para as empresas, esse problema já é evitado. Isso porque através de todo um planejamento correto, é possível saber os próximos passos de seu empreendimento.

Além disso, esse é um fator que faz com que sua empresa alcance uma maior credibilidade no mercado.

5. Previsão de lucro

Com a contabilidade é possível saber uma previsão de quanto uma empresa lucrará em certos períodos.

Sendo assim, é possível que o gestor tenha facilidade em decidir sobre os tipos de ações que ele pretende tomar.

Portanto, planejar as seguintes coisas:

·     Contratação;

·     Investimento;

·     Gastos;

·     Economias.

Entre outros tipos de decisões, fica muito mais viável. Assim, esses dados fazem com que a contabilidade entregue de modo fiel e concreto uma previsão de receita.

Conclusão

A contabilidade para as empresas é essencial para um negócio como um todo.

Ela influencia em todas as áreas, visto que o financeiro está bem planejado e organizado, é possível fazer outros tipos de ações sem que prejudique a empresa.

Portanto, se você tem um negócio e ainda não possui um apoio contábil para sua empresa, não perca tempo e contrate já esse serviço.

Gostou deste artigo? Nos conte nos comentários e compartilhe-o em suas redes.

Mentes Blindadas no Google News

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Economia

Nova Lei do Gás deverá reduzir o preço dos produtos e dar competitividade

O deputado Alceu Moreira (MDB/RS) afirmou nesta terça-feira (9), em entrevista, que o novo Marco Legal do Gás Natural será importante para reduzir o preço dos produtos e dar competitividade à indústria nacional.

Publicado

on

Nova Lei do Gás deverá dar competitividade à indústria brasileira

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

O deputado Alceu Moreira (MDB/RS) afirmou nesta terça-feira (9), em entrevista, que o novo Marco Legal do Gás Natural será importante para reduzir o preço dos produtos e dar competitividade à indústria nacional.

Na Câmara, onde a matéria tramita, há expectativa de votação da Nova Lei do Gás em Plenário nesta quinta-feira (11). Texto original aprovado na Câmara em setembro, sem as modificações feitas pelo Senado, atendem melhor às necessidades do setor produtivo
 
Segundo o parlamentar, a matriz energética brasileira atual traz custos muito caros, os quais seriam diminuídos com a expansão do mercado de gás natural. Na configuração atual, ele explica, o preço dos produtos é impactado pela energia mais cara no processo de fabricação, o que diminui a competitividade da indústria nacional no mercado externo.
 
“É um custo [da energia utilizada] que está no produto, que será reduzido e vai mudar nossa capacidade competitiva. O custo dessa energia é muito mais barato do que o custo contínuo da energia que nós temos hoje. A indústria nacional precisa de muitos movimentos como esse para que ela possa ter competitividade no mercado internacional, mas esse é, com certeza, um passo determinante”, avalia.

Veja como aprender mais sobre:

Votação da proposta

O texto original da proposta foi aprovado na Câmara e, posteriormente, no Senado. No entanto, com a adição de nove emendas pelos senadores, a proposta voltou para apreciação dos deputados, que precisam decidir se mantém ou não a nova redação. A tendência é que a Casa rejeite as alterações do Senado. O próprio relator do texto, deputado Laercio Oliveira (PP/SE), deu parecer favorável para rejeição de todas as emendas e trabalha para obter maioria na votação marcada para esta quinta.
 
Um dos pontos de maior tensão diz respeito aos critérios de classificação de gasodutos. Pela proposta da Câmara, a ANP seria a responsável pela classificação dos dutos de transporte. No entanto, o texto aprovado pelos senadores retirou essa competência, transferindo-a para os estados. 

“Há, por exemplo, gasodutos que têm características de transporte, mas eles estão dentro de um estado e, de alguma forma, se isso for colocado na mão dos entes estaduais, há o risco de criação de riscos de mercados regionais”, avalia Bernardo Sicsú, diretor de eletricidade da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel). 

Defensores da proposta original, o que inclui o governo federal e entidades que representam os consumidores de gás, argumentam, também, que o PL aprovado no Senado dificulta o acesso de terceiros às infraestruturas essenciais da cadeia do gás, como gasodutos de escoamento, terminais e unidades de tratamento.

O texto original previa que os ofertantes de gás teriam acesso facilitado a essas estruturas, o que aumentaria a competitividade no mercado.

Marco Legal do Gás

O PL, tratado como novo marco regulatório do gás natural, tenta facilitar a construção e ampliação de gasodutos pela iniciativa privada. A ideia é que as empresas que desejem explorar o serviço precisem apenas da autorização da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Atualmente, a legislação exige a concessão (em que a empresa precisa vencer um leilão promovido pelo governo).

O texto também viabiliza a quebra do monopólio da Petrobras no setor. A estatal é responsável por 100% da importação e 80% da produção do item no País. Com essas e outras medidas, especialistas esperam que novos agentes passem a atuar no setor, aumentando a competitividade e reduzindo o preço final do gás para as empresas e o consumidor final.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES