Curta e Compartilhe!

Curiosidades

O que é consulta de gravame? Saiba a importância

Publicado

on

consultando gravame

Você sabe o que é consulta de gravame? Se planeja comprar carros seminovos ou usados em breve, precisa descobrir ou correrá alguns riscos significativos.

Em 2019, o número de vendas de carros usados cresceu cerca de 2%, um pouco abaixo da média de crescimento do mercado automotivo em geral. Apesar de sinalizar que as pessoas estão preferindo comprar automóveis novos, os números mostram que ainda há dedicação e cuidado com os usados e seminovos.

Mas o que tudo isso tem a ver com a consulta de gravame? É o que veremos a seguir. Para isso, siga a leitura!

O que é consulta de gravame?

Imagine que você quer comprar um carro seminovo. Vai na Internet, entra em um site ou plataforma e começa a ver as opções. Vê um automóvel interessante, bem perto de onde você mora.

Negocia com o vendedor e tudo certo: fecha o negócio e vai com o carro para casa. Algumas semanas depois, recebe uma carta de um oficial de Justiça de que o negócio foi cancelado, pois o carro não poderia ter sido vendido. Afinal, ele ainda estava em financiamento e você não sabia.

Resultado: você fica sem carro e, possivelmente, sem dinheiro, já que será difícil recuperar o montante com o ex-dono do automóvel, que fugiu correndo.

Isso poderia ser evitado se você soubesse o que é consulta de gravame. Para explicar, precisamos primeiro começar com o conceito central: o que é gravame?

Gravame é um encargo que é lançado no sistema do Detran de cada estado quando um carro é financiado. Basicamente, é uma espécie de “etiqueta” que serve para marcar um automóvel cujo financiamento ainda não foi quitado.

Enquanto as parcelas não forem pagas, o gravame continua no sistema. Somente quando o crédito já foi todo quitado que é possível dar baixa do gravame no sistema do Detran.

A consulta do gravame, portanto, é um procedimento que visa verificar se há gravame em relação a determinado carro no sistema do Detran local. Se houver, então aquele automóvel não pode ser vendido por um detalhe importante: a lei proíbe.

Exato: a lei proíbe que haja a venda do automóvel com o financiamento ainda em aberto. Por isso, caso o negócio seja realizado, é possível que um juiz cancele a venda posteriormente, a pedido da financeira que liberou o financiamento.

Por causa disso, é essencial verificar qual é o estado documental e jurídico do automóvel que você quer comprar. Afinal, depois que o negócio é cancelado, você terá muita dificuldade para receber o seu dinheiro de volta.

Como fazer a transferência de carro não quitado?

Você deve estar se perguntando: ”Tem alguma coisa errada aqui, pois eu sei que é possível trocar carro já financiado. O que está acontecendo?”.

Pois bem, não está acontecendo nada. A lei é clara no que ela proíbe: não é permitido vender ou comprar carro com financiamento sem que esteja quitado. Esse recurso existe para que as financeiras não sofram com golpes.

Por exemplo: imagine que você compra um carro financiado e, logo depois, vende o automóvel para outra pessoa. Como o carro não é mais seu, argumenta que não deve pagar o financiamento, enquanto o novo dono diz que já pagou o veículo e não deve quitar o financiamento.

Assim, com o gravame, fica a proibição de vender o carro sem dar baixa no encargo, sob risco do negócio ser cancelado judicialmente, o que seria uma complicação para todos os envolvidos.

No entanto, há sim uma maneira de vender um carro seminovo financiado. Para que a estratégia funcione, entretanto, é necessário fazer uma coisa: primeiramente, o financiamento deverá ser transferido para o nome do comprador.

Exatamente: se o contrato de financiamento for para o nome do comprador do carro, então o gravame se mantém de pé e o carro pode ser transferido para outro dono normalmente.

Portanto, caso você deseja comprar ou vender seminovos que estão ainda financiados e sem quitar todas as parcelas, lembre-se da ordem correta do procedimento para evitar ter o negócio cancelado.

Aliás, não é só uma questão de “ordem de fazer as coisas”, mas sim de proteção jurídica. Pense da seguinte forma: a financeira aprovou o crédito para a Pessoa X, que tem a renda X. A pessoa Y, com renda Y, pode não ser adequada para aquele financiamento. E se ela não pagar?

Por isso, não dá para o processo ser automático. O banco precisa avaliar a situação e ver se vale a pena manter os termos do financiamento com o novo cliente. Se valer, então o negócio pode ser realizado normalmente.

E aí, aprendeu o que é consulta de gravame? Agora que você já sabe a importância desse conceito, poderá comprar seus carros seminovos e usados sem correr o risco de violar nenhuma das leis de trânsito ou de propriedade de automóveis do país.

Gostou do conteúdo? Então não esqueça de comentar abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conhecimento

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Publicado

on

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Muitas vezes de forma involuntária, a dependência emocional nas relações é algo que ocorre bastante e você pode estar passando por isso.

Dessa forma, é muito comum a seguinte frase: “o que eu vou fazer sem determinada pessoa”? uma vez que sua rotina e você se adaptou a ela.

Ou seja, como o próprio nome já disse, você se torna dependente emocionalmente daquela pessoa, devido à relação que vocês possuem.

No entanto, além da famosa frase, existem algumas outras coisas que podem mostrar a dependência emocional em todas as relações.

E, devido nem sempre temos aquela pessoa no cotidiano, acaba sendo algo que faz mal, onde você precisa reconhecer isso e buscar ajuda.

Portanto, para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Como reconhecer a dependência emocional nas relações?

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas.

Nesse sentido, diferente do que muitos pensam, você pode ter esse problema de dependência em diversos tipos de casos e relações.

Sendo assim, confira como reconhecer essa dependência totalmente emocional, nas principais relações:

Relacionamentos amorosos

Por mais que ele não seja o único, os relacionamentos amorosos ainda são os principais causadores da dependência emocional.

Dessa forma, você pode perceber essa dependência, quando no relacionamento já não existe mais aquele prazer, ocorrendo:

  • Brigas
  • Xingamentos
  • Discordâncias
  • E dentre outras coisas

No entanto, mesmo com tudo isso, você não consegue largar o relacionamento, com medo principalmente de ficar sozinho.

Ou seja, basicamente, a pessoa se tornou sua rotina, e mesmo com todos os problemas você não consegue acabar com o ciclo amoroso.

Isso também é um dos principais geradores de alcoolismo e depressão, sendo às vezes necessário até mesmo a procura de uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Relações entre parentes

Depois das relações de dependência emocional com parentes, uma outra relação que pode envolver bastante a parte emocional, é entre parentes.

Nesse sentido, isso acontece muito principalmente entre pais e filhos, onde alguns não conseguem aceitar que o filho tenha a sua individualidade.

Desse modo, pode acontecer de ocorrer aquela relação sufocante, onde muitos pais chegam a usar chantagem emocional, para impedir que os seus filhos sigam a vida.

Além disso, você também vai ver que isso ocorre com os filhos, onde muitos, devido a relação parental, não conseguem seguir o próprio rumo.

Sendo assim, mesmo que seja necessário seguir a sua própria vida, ocorre aquele medo de não conseguir viver separados dos pais e dentre outras coisas.

Portanto, se você faz esse tipo de coisa, ou sofre com alguma delas, certamente estamos falando de uma grande dependência emocional.

Amizade

Por fim, mas também uma das dependências emocionais bem presentes, são as amizades.

Atualmente, você pode notar que muito é usado o termo de amizade tóxica, que basicamente são pessoas que podem acabar tirando o seu bem-estar.

Dessa forma, você pode reconhecer a dependência emocional, principalmente em casos de ciúmes extremos, a ponto de o seu amigo (a), não permitir que você tenha outras pessoas em seu ciclo.

No entanto, devido a amizade, principalmente se for de muito tempo, acaba ocorrendo aquele medo de uma conversa.

Ou, até mesmo chegar a terminar o ciclo de amizade com aquela pessoa.

Então, acaba preferindo se magoar, do que tomar uma ação, principalmente com medo de não conseguir adquirir outras amizades.

O que fazer para evitar a dependência emocional?

Infelizmente, essa dependência é algo que de toda forma acaba seguindo grande parte das pessoas.

Dessa forma, acaba sendo algo comum, muitas vezes inevitável, principalmente quando o contato é a muito tempo.

Logo, para essa dependência, o que você pode procurar a ajuda de uma pessoa próxima e confiável, para trazer outro ponto de vista.

Até porque, muitas das vezes, você pode achar que é coisa da sua cabeça, e assim acabar seguindo devido a dependência emocional.

No entanto, muitas das vezes apenas isso pode não ser o suficiente para tratar esse problema, sendo essencial um acompanhamento psicológico.

Além disso, você precisa saber que a dependência causada por emoções pode trazer outros problemas, como alcoolismo, depressão, ansiedade, entre outros.

Assim, caso também for necessário, o ideal é buscar uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Portanto, não leve esse problema como algo normal, uma vez que isso pode acabar com o seu psicológico, tornando sua vida um verdadeiro caos.

O ideal é que você procure sempre algo que lhe deixe saudável, e que vai lhe trazer felicidade.

Considerações finais

Se você queria saber como reconhecer a dependência emocional, certamente esse artigo abriu muito a sua mente.

Então, se você tem casos próximos, ou até mesmo si próprio esteja passando por essa situação, procure ajuda imediatamente.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES