pessoas rindo

Segundo o Atlas da Violência 2019, elaborado e divulgado pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a cidade de Americana ficou na 9ª posição dentre as mais seguras e pacíficas do país.

A pesquisa leva em consideração 2017 como ano-base para o estudo e faz um levantamento de dados de 310 municípios que tenham, no mínimo, 100 mil habitantes.

De acordo com a pesquisa e com o SIM (Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde), a cidade de Americana registrou apenas 18 mortes violentas no ano. Com uma população de 233,8 mil pessoas, isso coloca a taxa de homicídio da cidade em 7,7 por cada 100 mil habitantes, o que é o nono menor índice do país e o sexto menor dentro do Estado de São Paulo.

É importante frisar que os dados contam com uma diferença daqueles registrados no site da SSP (Secretaria de Segurança Pública). De acordo com a SSP, foram realizados apenas 16 homicídios em Americana no ano.

A diferença acontece porque o sistema do IPEA quer medir situações violentas e não só homicídios. Por isso, duas das mortes registradas aconteceram em legítima defesa ou por intervenções policiais, que são consideradas como mortes violentas pelo Ministério da Saúde, mas que não contam necessariamente como homicídios para a Secretaria de Segurança Pública.

Na prática, para o Ministério da Saúde (que faz o levantamento), a morte só pode ser natural, por doença ou violenta.

Para a cidade de Americana, os números são positivos. Houve uma diminuição no número de mortes violentas em relação ao ano-base anterior, quando 24 mortes foram registradas e a cidade teve um índice de 10,5 homicídios a cada 100 mil pessoas. Na época, Americana ficou na 29ª posição no ranking de cidades mais pacíficas do Brasil. Agora, ela retorna ao Top 10, que já havia ocupado em 2015.

A segurança e a tranquilidade são dois dos principais motivos para morar em Americana, que consistentemente fica no Top 10 de cidades mais pacíficas do Brasil. No entanto, existem outras boas razões para se mudar para a cidade.

Uma das principais razões para morar em Americana está no seu alto índice de desenvolvimento humano, o IDH. A cidade tem o 8º maior IDH do país segundo o IBGE, o que faz dela um dos 10 melhores municípios para viver no Brasil, inclusive na frente da capital paulista.

Além do excelente IDH, a cidade também se destaca pelo alto IDL (Índice de desenvolvimento urbano para a longevidade). Segundo a Fundação Getúlio Vargas, Americana também está no Top 10 de melhores cidades para viver na terceira idade.

Para quem se preocupa com a mobilidade urbana, a cidade de Americana também se destaca. Localizada na macrorregião de Campinas, ela é cercada por cidades importantes como Limeira e Piracicaba, além de receber a BR-050 que a liga diretamente até São Paulo ou Brasília.

Para quem gosta de dirigir, a cidade conta com uma série de bons serviços para os motoristas. Há uma fartura de bons mecânicos e auto peças em Americana.

Além disso, todas as avenidas e pavimentos são bem sinalizados e em bom estado de conservação, além de um baixo índice de acidentes.

Para quem pensa em educar os filhos, a cidade de Americana também se destaca. São muitos bons colégios privados ou públicos, tanto no nível infantil até especializações técnicas. Um dos exemplos é o SESI 101 Centro Educacional, que fornece bons trabalhadores para as indústrias locais.

Um exemplo do sucesso educacional de Americana é ter notas acima da média nacional no ENEM de maneira consistente.

Para completar, a cidade de Americana tem um dos melhores climas do país e do estado de São Paulo. Localizada a 570 metros do nível do mar, com boa preservação da vegetação nativa e baixa densidade urbana, a cidade garante um verão um pouco mais ameno que o normal, mas não tão frio assim no inverno.

Durante o verão, a temperatura máxima na cidade chega a 29ºC, enquanto as mínimas são de 21ºC. Ou seja: uma faixa um pouco mais tranquila do que outras cidades cujas máximas passam dos 35ºC.

Já no inverno, a mínima costuma ser de 13ºC, um valor um pouco acima de outras cidades que registram até menos de 10ºC, enquanto as máximas ficam até 26ºC.

É possível ver, portanto, que a cidade de Americana tem conquistado resultados acima da média, especialmente para um município do interior. Dessa forma, têm atraído muita gente que deseja uma vida melhor, mais tranquila e com mais qualidade, longe de centros urbanos muito densos, mas ainda perto o suficiente para poder estar presente quando necessário e sem perder qualidade de vida.

A perspectiva, agora, é que a cidade possa manter o ritmo e apresentar resultados melhores nos próximos anos nos índices de segurança e qualidade de vida para a população.