STJD absolve Carol Solberg por protesto contra Bolsonaro

Mentes Blindadas no Google News

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu nesta segunda-feira (16) a jogadora de vôlei de praia Carol Solberg pelo protesto contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante uma entrevista após uma competição em setembro.

Em 13 de outubro, a atleta foi condenada por não cumprir o regulamento do torneio, com multa de R$ 1 mil convertida em advertência. Por 5 votos a 4, o Pleno do STDJ decidiu rever essa decisão, já que a brasileira recorreu da punição.

Solberg foi denunciada pela procuradoria do tribunal desportivo da modalidade por ter gritado “Fora, Bolsonaro”, no dia 20 de setembro, após conquistar a medalha de bronze na primeira etapa do Circuito Brasileiro, em Saquarema, no Rio de Janeiro.

A atleta foi indiciada por ter desrespeitado dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): o 191, que é o de “deixar de cumprir o regulamento da competição” e o 258, por “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”