Por que o homem quer voltar a lua?

Por que o homem quer voltar a lua?

Até alguns anos atrás pesquisadores não estavam muito interessados na lua, ela era considerada apenas um deserto estéreo e hostil.

Mas a lua entrou novamente na mira dos cientistas para ser usada como plataforma para a colonização humana do espaço.

A NASA quer que pessoas fiquem de forma permanente no astro.

A agência espacial européia sonha em ter uma estação lunar internacional, os russos e chineses também estão planejando missões tripuladas à lua.

Isso porque a imagem que temos dela mudou.

Muitos satélites observaram a lua nas últimas décadas, hoje é o corpo celeste mais estudado do nosso sistema solar depois da terra.

Durante décadas especialistas achavam que poderia haver água congelada no pólo sul da lua – lá existem crateras que estão há bilhões de anos na sombra, as chamadas armadilhas frias que tem esse nome porque o fundo dessas crateras é mais frio do que no restante da lua, 240 graus negativos.

Em 2009 satélites de pesquisa americanos puderam jogar uma luz sobre esse mistério e  confirmar a velha hipótese.

Um orbitador de reconhecimento lunar monitorou a lua em órbita baixa enquanto a NASA fez com que um foguete colidisse com uma cratera, uma pequena sonda analisou a poeira gerada pelo impacto, então a sonda também colidiu.

O orbitador de reconhecimento lunar analisou local com a ajuda de diversos

instrumentos e assim descobriu água na nuvem de poeira.

Em 2008 foi lançada a primeira sonda lunar indiana o radar descobriu água congelada também no pólo norte da lua em mais de 40 crateras

Pesquisadores supõem que neste local pode haver 600 milhões de toneladas de gelo uma substância necessária para a estação espacial tripulada.

A água pode ter chegado até a lua por meio de cometas e asteróides e por meio do sol que bombardeia a lua com partículas de hidrogênio essas partículas entram no solo e se conectam com o oxigênio das rochas comando água uma parte da água se acumula nas frias crateras dos pólos.

Um satélite da NASA fez uma descoberta sensacional, o solo da lua segue produzindo água principalmente para chuva de meteoritos.

As rochas que contém água estão cobertas por uma capa de poeira de vários centímetros.

Mas quantos recursos à lua realmente tem isso é o que os robôs devem investigar nos próximos anos.

Em janeiro de 2019 a china conseguiu fazer o primeiro pouso no pólo sul do lado oculto da lua.

O rover de pesquisa deve entre outras coisas pesquisar como as partículas de

hidrogênio do sol interagem com a superfície lunar.

A agência espacial européia está desenvolvendo um laboratório que deve ir até o pólo sul da lua numa sonda russa.

Amostras de até um metro de profundidade devem ser coletadas, o objetivo é saber a quantidade de água presente nelas.

Os robôs não conseguem fazer todas as análises por isso algumas amostras do pólo sul lunar devem ser trazidas para terra uma tecnologia complexa usada para coletar as amostras e mandá-las para o nosso planeta esse é o desafio que a agência espacial chinesa deve enfrentar na próxima missão.

0 Comentários

Deixe uma resposta.