Brasil: aqui o poste mija no cachorro

Brasil: aqui o poste mija no cachorro

Primeiro, um esclarecimento       

Que o Brasil é um pais em que normalmente o poste mija no cachorro, disso todos sabemos, ainda que em alguns momentos aconteça de forma sutil.

Aviso, tem uma pitada de humor no texto, mas acredite, o caso é serio e é tudo verdadeiro.

Antes de tudo preciso salientar que, apesar das minhas opiniões com respeito a direitos humanos, não sou integrante de nenhum movimento que apóia ou deixa de apoiar.

Quais movimentos? aqueles mesmos suspeitos de esquerda x direita etc.

A verdade é que eu flerto com questões que para mim são obvias, como desigualdade social e defendo o livre acesso ao conhecimento.

Também sou contra essa pseudo meritocracia que, alguns defendem e que dizem não existir uma minoria marginalizada e chama de”vitimismo” as pessoas que buscam um Brasil mais justo.

Existe uma grande diferença em defender os direitos humanos e defender bandidos. Na verdade quem defende os direitos humanos de verdade,  luta para que a lei seja cumprida.

Marcelo Freixo sempre diz que a política precisa ser pedagógica. O nível de descrença que vivemos na sociedade  brasileira é tão gritante que se alguém lutar pelo cumprimento da lei é considerado defensor de bandido.

Citamos aqui o Marcelo Freixo, por que ele é defensor dos direitos humanos e de forma constante é chamado de defensor dos presos.

A sociedade em que vivemos é cheia de intolerância e sensação de impunidade. Pois bem, então devemos pular a investigação e partir para condenação?

Não, nem muito menos devemos perder o controle e sair defendendo idéias de combater violência com mais violência.

Esse foi um breve esclarecimento das nossas opiniões sobre direitos humanos.

Dito isso vamos entrar no assunto principal desse texto. Pois o nosso interesse é relacionar a expressão, “poste mija no cachorro”, com um fato ocorrido no Brasil.

O poste mija no cachorro?

o poste mija no cachorro
você tomará um susto logo logo.

Para alguns essa expressão pode ser meio estranha, mas eu garanto que na segunda vez que você pensar ou ler a frase, poste mija no cachorro, você entenderá.

O poste mija no cachorro é uma analogia a inversão de valores, é quando algo obvio que deveria acontecer, acontece, mas totalmente ao contrario do que era esperado.

Para ilustrar o entendimento dessa expressão usaremos o exemplo de uma noticia que veio a ar na quinta-feira passada. Um alerta, parece, mas, não é fake news.

O portal de noticias G1 do Paraná, veiculou a noticia de que um homem foi preso apos imobilizar e chamar a policia para prender os suspeitos de roubar sua bicicleta dentro de sua casa.

Meio confuso, não é mesmo?

Mas foi exatamente o que aconteceu, na noticia que se segue e segundo o próprio boletim de ocorrência, o dono da bicicleta ao saber do roubo, desconfiou que os ladrões voltassem ao local.

E foi o que aconteceu, os supostos bandidos voltaram ao local do crime e deu de cara com o dono da casa, que se envolveu um luta corpo a corpo e conseguiu imobilizar os dois suspeitos.

Com eles sob controle, nosso herói chamou a policia, ao chegar no local a policia conduziu todo mundo para delegacia e para sua surpresa, somente o nosso herói ficou preso.

Eu sei, parece piada, mas logo você vai entender tudo. No dia seguinte, aproveitando que o dono da casa estava preso, os mesmo ladrões voltaram a casa outra vez.

Certamente estavam interessados em algo mais, ou queria sabe se lá, talvez uma vingança pelo seu roubo anterior ter sido frustrado.

Enfim para o alivio de todos, dessa vez, os bandidos foram pegos e dessa vez não pelo dono da casa, mas por uma equipe de policias do BOPE que rondava o bairro.

O homem que teve sua bicicleta roubada seguiu preso ate o final da tarde do mesmo dia, quando foi solto.

Porem ao nosso herói foi aplicado um toque de recolher a partir das 20h, e também foi lhe ordenado que compareça a todas as etapas do processo. 

Brasil a fora casos envolvendo esse tipo de comportamento da justiça brasileira vive ocorrendo, talvez por isso a expressão poste mija no cachorro apareça cada vez mais nas redes sociais.

Nossas opiniões a respeito de direitos humanos não nos cega para a realidade, continuamos defendendo o direito do cidadão em defender sua propriedade.

Na medida que em que desejamos também que haja mais investigação e que se faça justiça, no entanto a atitude da policia civil nesse caso foi revoltante.

O dono da casa em sua legitima defesa não deveria ter ficado detido, ainda que viesse a responder a algum processo.

E se fosse pra manter-lo em custodia, tivesse aplicado o mesmo para os suspeitos e não deixá-lo preso ao passo que deu oportunidade para uma segunda tentativa de roubo.

Tags: |

0 Comentários

Deixe uma resposta.