Bolsonaro irá rebater criticas sobre questões ambientais em discurso na ONU

No dia 22 de setembro(amanhã), o presidente Jair Bolsonaro usará o discurso de abertura nos debates da 75ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas para rebater críticas de que o governo brasileiro segue inerte na questão ambiental. Bolsonaro, mais uma vez, deve afirmar que há uma perseguição contra o Brasil.

Em seu pronunciamento presidente tambem deve argumentar sobre suas decisões no enfrentamento da pandemia de covd-19 e todas as vezes em que tomou decisões contrarias ao que indicou a comunidade internacional.

Na tentativa de demonstrar que não está indiferente à questão ambiental, o líder brasileiro deve mencionar que ele mesmo designou o vice-presidente Hamilton Mourão para estar à frente do Conselho Nacional da Amazônia, citando “mobilização de recursos para controlar o desmatamento, combater atividades ilegais e o crime organizado na Amazônia.

A segunda participação de Bolsonaro na convenção ocorrerá de modo virtual por causa da pandemia do novo coronavírus. A fala é cercada de expectativa após uma estreia, no ano passado, considerada agressiva.