Curta e Compartilhe!

Conhecimento

Como manter o sono em dia: dicas essenciais

Publicado

on

Mentes Blindadas no Google News

Manter o sono em dia está longe de ser uma tarefa fácil, não é mesmo? A correria do dia a dia é a principal vilã de uma boa noite de sono. Porém, existem algumas técnicas naturais que você pode aplicar para melhorar esse problema.

Leia o conteúdo até o final!

Veja como aprender mais sobre:

Sono em dia é sinônimo de hábito

O hábito é um poderoso aliado em nossa vida. É por meio dele que nos tornamos quem somos, tanto nos aspectos positivos quanto nos negativos.

Para manter o sono em dia, portanto, basta fazer com que dormir certo se torne um hábito. No entanto, é mais fácil falar do que fazer. Incrementar um novo hábito leva tempo (no mínimo 21 dias), mas é possível com persistência.

Marque um horário para ir para cama. Procure respeitar esse horário todos os dias por, no mínimo, três semanas a fio. Sempre que se deitar mais tarde, recomece a contagem.

Evite comer antes de ir para cama

Ir dormir de barriga cheia também é um empecilho para quem quer manter o sono em dia. Nem sempre há efeitos colaterais dessa prática, mas os mais comuns são dificuldade para dormir, pesadelos e sono picado.

O ideal é comer cerca de 2 horas antes de ir para cama. Além disso, evitar comidas pesadas também é uma forma de assegurar uma noite tranquila. É recomendado que o jantar seja leve e, se possível, majoritariamente composto de salada.

Faça uma “higiene” do sono

A higiene do sono nada mais é do que facilitar para que a vontade de dormir se manifeste. Dessa forma, todos os detalhes devem ser levados em consideração. Aliás, criar um ritual (conjunto de padrões repetitivos) para dormir vale muito a pena.

A ideia aqui é propiciar o sono. Assim, pode ser que tomar um banho frio (banho quente atrapalha), escovar os dentes, arrumar a cama para dormir e deitar-se já resolva seu problema de insônia.

Você pode planejar seu dia seguinte antes de ir dormir. Isso ajuda com a ansiedade, caso ela seja um obstáculo para você.

Cuide das condições do seu quarto

Seu quarto deve estar nas melhores condições possíveis para sua noite de sono. Então, você precisa ficar atento aos seguintes itens: as luzes precisam ser desligadas, não deve conter sons, a temperatura deve estar ajustada e demais detalhes do gênero.

Você pode manter um abajur ligado, mas o ideal é desligar todas as fontes de luz em seu quarto. Isso facilita a produção de melatonina, também conhecida como hormônio do sono; ela não entra em ação enquanto nossos olhos captam luz ambiente.

O colchão é seu melhor amigo

O colchão tem importância crítica para manter o sono em dia. É ele quem vai oferecer conforto ao seu corpo ao longo da noite.

Além disso, o colchão também serve para ajustar sua postura durante o sono. Um colchão velho, portanto, pode causar até mesmo problemas de coluna. Invista em um colchão de qualidade e seu sono com certeza vai melhorar bastante.

Não coloque música para dormir

Mesmo quando utilizamos músicas suaves e calmas, ainda temos um problema grave com essa prática: ela não permite que nosso cérebro descanse por completo. De fato, os sons vão estimular sua atenção, assim como seu sistema de defesa, impedindo um repouso completo.

Não durma com a TV ligada

A TV é ainda pior do que as músicas para dormir: além de estimular a parte auditiva do seu cérebro, também atua na parte visual. Além disso, você pode configurar uma lista de reprodução calma em seu aplicativo de música, mas não pode garantir os programas que vão passar na TV.

Dessa forma, os sons e o brilho da TV podem mudar bruscamente no meio da noite, correndo o risco de até te acordar.

Mentes Blindadas no Google News

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conhecimento

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Publicado

on

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Muitas vezes de forma involuntária, a dependência emocional nas relações é algo que ocorre bastante e você pode estar passando por isso.

Dessa forma, é muito comum a seguinte frase: “o que eu vou fazer sem determinada pessoa”? uma vez que sua rotina e você se adaptou a ela.

Ou seja, como o próprio nome já disse, você se torna dependente emocionalmente daquela pessoa, devido à relação que vocês possuem.

No entanto, além da famosa frase, existem algumas outras coisas que podem mostrar a dependência emocional em todas as relações.

E, devido nem sempre temos aquela pessoa no cotidiano, acaba sendo algo que faz mal, onde você precisa reconhecer isso e buscar ajuda.

Portanto, para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Como reconhecer a dependência emocional nas relações?

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas.

Nesse sentido, diferente do que muitos pensam, você pode ter esse problema de dependência em diversos tipos de casos e relações.

Sendo assim, confira como reconhecer essa dependência totalmente emocional, nas principais relações:

Relacionamentos amorosos

Por mais que ele não seja o único, os relacionamentos amorosos ainda são os principais causadores da dependência emocional.

Dessa forma, você pode perceber essa dependência, quando no relacionamento já não existe mais aquele prazer, ocorrendo:

  • Brigas
  • Xingamentos
  • Discordâncias
  • E dentre outras coisas

No entanto, mesmo com tudo isso, você não consegue largar o relacionamento, com medo principalmente de ficar sozinho.

Ou seja, basicamente, a pessoa se tornou sua rotina, e mesmo com todos os problemas você não consegue acabar com o ciclo amoroso.

Isso também é um dos principais geradores de alcoolismo e depressão, sendo às vezes necessário até mesmo a procura de uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Relações entre parentes

Depois das relações de dependência emocional com parentes, uma outra relação que pode envolver bastante a parte emocional, é entre parentes.

Nesse sentido, isso acontece muito principalmente entre pais e filhos, onde alguns não conseguem aceitar que o filho tenha a sua individualidade.

Desse modo, pode acontecer de ocorrer aquela relação sufocante, onde muitos pais chegam a usar chantagem emocional, para impedir que os seus filhos sigam a vida.

Além disso, você também vai ver que isso ocorre com os filhos, onde muitos, devido a relação parental, não conseguem seguir o próprio rumo.

Sendo assim, mesmo que seja necessário seguir a sua própria vida, ocorre aquele medo de não conseguir viver separados dos pais e dentre outras coisas.

Portanto, se você faz esse tipo de coisa, ou sofre com alguma delas, certamente estamos falando de uma grande dependência emocional.

Amizade

Por fim, mas também uma das dependências emocionais bem presentes, são as amizades.

Atualmente, você pode notar que muito é usado o termo de amizade tóxica, que basicamente são pessoas que podem acabar tirando o seu bem-estar.

Dessa forma, você pode reconhecer a dependência emocional, principalmente em casos de ciúmes extremos, a ponto de o seu amigo (a), não permitir que você tenha outras pessoas em seu ciclo.

No entanto, devido a amizade, principalmente se for de muito tempo, acaba ocorrendo aquele medo de uma conversa.

Ou, até mesmo chegar a terminar o ciclo de amizade com aquela pessoa.

Então, acaba preferindo se magoar, do que tomar uma ação, principalmente com medo de não conseguir adquirir outras amizades.

O que fazer para evitar a dependência emocional?

Infelizmente, essa dependência é algo que de toda forma acaba seguindo grande parte das pessoas.

Dessa forma, acaba sendo algo comum, muitas vezes inevitável, principalmente quando o contato é a muito tempo.

Logo, para essa dependência, o que você pode procurar a ajuda de uma pessoa próxima e confiável, para trazer outro ponto de vista.

Até porque, muitas das vezes, você pode achar que é coisa da sua cabeça, e assim acabar seguindo devido a dependência emocional.

No entanto, muitas das vezes apenas isso pode não ser o suficiente para tratar esse problema, sendo essencial um acompanhamento psicológico.

Além disso, você precisa saber que a dependência causada por emoções pode trazer outros problemas, como alcoolismo, depressão, ansiedade, entre outros.

Assim, caso também for necessário, o ideal é buscar uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Portanto, não leve esse problema como algo normal, uma vez que isso pode acabar com o seu psicológico, tornando sua vida um verdadeiro caos.

O ideal é que você procure sempre algo que lhe deixe saudável, e que vai lhe trazer felicidade.

Considerações finais

Se você queria saber como reconhecer a dependência emocional, certamente esse artigo abriu muito a sua mente.

Então, se você tem casos próximos, ou até mesmo si próprio esteja passando por essa situação, procure ajuda imediatamente.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES