Curta e Compartilhe!

Conhecimento

E se você fosse sentenciado a morte ? curiosidades sobre a pena capital

Publicado

on

Enquanto uma grande parte do mundo já aboliu a pena de morte, de acordo com uma pesquisa feita pela Anistia International, cinquenta e sete países ainda utilizam a pena capital, incluindo a Índia, China e os Estados Unidos.

O processo da sentença e os métodos usados variam de país para país, mas os resultados são sempre os mesmos.

A forma de execução mais usada é também uma das mais antigas, a morte por enforcamento.

pena capital pena de morte no japão enforcamento

Esse é o método preferencial no Japão e também do Irã, que tem o maior número de execuções por ano, muitas delas ainda são feitas em público.

A corda deve quebrar o pescoço do acusado, causando morte instantânea, mas existe um debate sobre o quão livre de dor isso realmente é.

Acredite ou não, o pelotão de fuzilamento também são frequentemente usados em países como a Indonésia e China.

Pelotão de fuzilamento varia de país para país, com alguns ainda constituindo de um grupo de esquadrão de armas enquanto outros optam por apenas um tiro na cabeça.

Quando o pelotão é usado, em alguns casos apenas uma bala está realmente carregada enquanto o resto não, então os atiradores ficam sem saber quem realmente foi o executor.

Apenas um país ainda executa decapitações – A Arábia Saudita.

Eles têm o segundo maior número de execuções por ano, perdendo apenas para o Irã, e gostam de praticar o ato em público e com uma espada!

Os Estados Unidos também têm uma forma única para a pena capital – a cadeira elétrica.

Milhares de volts de eletricidade são mandados para o prisioneiro e as vezes minutos são necessários para finalmente causar a morte.

Quatro estados dos Estados Unidos, Alabama, Flórida, Carolina do Sul e Virgínia ainda deixam os prisioneiros condenados escolherem seu método de execução, mas ninguém aceitou a oferta desde 2013.

Mas talvez o método de execução mais conhecido, pelo menos nos Estados Unidos, é a injeção letal.

Aqui, um coquetel de toxinas mortal é administrado com a intenção de causar uma morte rápida e indolor.

Porém, existe um caso onde isso não funcionou.

Um prisioneiro recebeu as drogas mas nada aconteceu, ele era aparentemente imune aos efeitos.

Quando tentaram executá-lo uma segunda vez a cadeira elétrica falhou e pela lei federal dos Estados Unidos ele teve que ser liberado.

Uao isso sim é ser sortudo, ou não.

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conhecimento

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Publicado

on

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Muitas vezes de forma involuntária, a dependência emocional nas relações é algo que ocorre bastante e você pode estar passando por isso.

Dessa forma, é muito comum a seguinte frase: “o que eu vou fazer sem determinada pessoa”? uma vez que sua rotina e você se adaptou a ela.

Ou seja, como o próprio nome já disse, você se torna dependente emocionalmente daquela pessoa, devido à relação que vocês possuem.

No entanto, além da famosa frase, existem algumas outras coisas que podem mostrar a dependência emocional em todas as relações.

E, devido nem sempre temos aquela pessoa no cotidiano, acaba sendo algo que faz mal, onde você precisa reconhecer isso e buscar ajuda.

Portanto, para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Como reconhecer a dependência emocional nas relações?

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas.

Nesse sentido, diferente do que muitos pensam, você pode ter esse problema de dependência em diversos tipos de casos e relações.

Sendo assim, confira como reconhecer essa dependência totalmente emocional, nas principais relações:

Relacionamentos amorosos

Por mais que ele não seja o único, os relacionamentos amorosos ainda são os principais causadores da dependência emocional.

Dessa forma, você pode perceber essa dependência, quando no relacionamento já não existe mais aquele prazer, ocorrendo:

  • Brigas
  • Xingamentos
  • Discordâncias
  • E dentre outras coisas

No entanto, mesmo com tudo isso, você não consegue largar o relacionamento, com medo principalmente de ficar sozinho.

Ou seja, basicamente, a pessoa se tornou sua rotina, e mesmo com todos os problemas você não consegue acabar com o ciclo amoroso.

Isso também é um dos principais geradores de alcoolismo e depressão, sendo às vezes necessário até mesmo a procura de uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Relações entre parentes

Depois das relações de dependência emocional com parentes, uma outra relação que pode envolver bastante a parte emocional, é entre parentes.

Nesse sentido, isso acontece muito principalmente entre pais e filhos, onde alguns não conseguem aceitar que o filho tenha a sua individualidade.

Desse modo, pode acontecer de ocorrer aquela relação sufocante, onde muitos pais chegam a usar chantagem emocional, para impedir que os seus filhos sigam a vida.

Além disso, você também vai ver que isso ocorre com os filhos, onde muitos, devido a relação parental, não conseguem seguir o próprio rumo.

Sendo assim, mesmo que seja necessário seguir a sua própria vida, ocorre aquele medo de não conseguir viver separados dos pais e dentre outras coisas.

Portanto, se você faz esse tipo de coisa, ou sofre com alguma delas, certamente estamos falando de uma grande dependência emocional.

Amizade

Por fim, mas também uma das dependências emocionais bem presentes, são as amizades.

Atualmente, você pode notar que muito é usado o termo de amizade tóxica, que basicamente são pessoas que podem acabar tirando o seu bem-estar.

Dessa forma, você pode reconhecer a dependência emocional, principalmente em casos de ciúmes extremos, a ponto de o seu amigo (a), não permitir que você tenha outras pessoas em seu ciclo.

No entanto, devido a amizade, principalmente se for de muito tempo, acaba ocorrendo aquele medo de uma conversa.

Ou, até mesmo chegar a terminar o ciclo de amizade com aquela pessoa.

Então, acaba preferindo se magoar, do que tomar uma ação, principalmente com medo de não conseguir adquirir outras amizades.

O que fazer para evitar a dependência emocional?

Infelizmente, essa dependência é algo que de toda forma acaba seguindo grande parte das pessoas.

Dessa forma, acaba sendo algo comum, muitas vezes inevitável, principalmente quando o contato é a muito tempo.

Logo, para essa dependência, o que você pode procurar a ajuda de uma pessoa próxima e confiável, para trazer outro ponto de vista.

Até porque, muitas das vezes, você pode achar que é coisa da sua cabeça, e assim acabar seguindo devido a dependência emocional.

No entanto, muitas das vezes apenas isso pode não ser o suficiente para tratar esse problema, sendo essencial um acompanhamento psicológico.

Além disso, você precisa saber que a dependência causada por emoções pode trazer outros problemas, como alcoolismo, depressão, ansiedade, entre outros.

Assim, caso também for necessário, o ideal é buscar uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Portanto, não leve esse problema como algo normal, uma vez que isso pode acabar com o seu psicológico, tornando sua vida um verdadeiro caos.

O ideal é que você procure sempre algo que lhe deixe saudável, e que vai lhe trazer felicidade.

Considerações finais

Se você queria saber como reconhecer a dependência emocional, certamente esse artigo abriu muito a sua mente.

Então, se você tem casos próximos, ou até mesmo si próprio esteja passando por essa situação, procure ajuda imediatamente.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES