Curta e Compartilhe!

Meio Ambiente

Fumaças vindas do Pantanal pode causar “chuva negra” na grande São Paulo

Publicado

on

Fumaças vindas do Pantanal pode causar "chuva negra na grande São Paulo

A aproximadamente um ano atrás, fumaças vindas das queimadas da Amazônia chegou a cidade de São Paulo, na ultima quinta-feira este mesmo tipo de fumaça, agora vinda dos incêndios do Pantanal já era visível por toda grande São Paulo levantando a possibilidade de “chuva negra” durante o fim de semana.

Segundo explicações dadas pelo meteorologista da Climatempo João Basso,“As condições atmosféricas trouxeram ventos do Centro-Oeste. Com a previsão de chuva para os próximos dias, é possível que ocorra uma ‘chuva negra’, ou seja, com fuligem, que vai ser facilmente observável sobre os carros”, explica.

Fumaças vindas do Pantanal pode causar "chuva negra na grande São Paulo

O fenômeno da “chuva negra” já ocorreu em algumas áreas do Rio Grande do Sul no fim de semana passado, e também foi visto na cidade de São Paulo em 19 de agosto de 2019. A diferença é que naquele momento as queimadas que se destacavam da Amazônia, e o fenômeno coincidiu com uma grande frente fria e grande volume de chuvas. A perspectiva é de que a chuva seja menos concentrada, mais próxima do que se vê no verão, segundo Basso.

A perspectiva também é de que novamente o ciclo de ventos no Centro-Oeste leve a fumaça ao Sul do País. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que as imagens de satélite e os modelos de direção dos ventos mostram o movimento da poluição em direção a todos os Estados da região.

Meio Ambiente

Brasil – Nível dos reservatórios devem continuar baixo nos próximos dias

Publicado

on


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Relatório elaborado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) aponta que todas as regiões do Brasil estão com os níveis dos reservatórios abaixo da média histórica. De acordo com a instituição, as regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste se encontram em situação mais crítica.

A projeção é de que o Sudeste e o Centro-Oeste brasileiros terminem o mês de julho com os reservatórios apenas 26% da capacidade. Para a região Sul, a previsão é de que reservatórios fiquem com 45% da capacidade. O Nordeste, por sua vez, deve terminar o mês com 53% da capacidade, enquanto o Norte com 80%.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a crise hídrica não ocorre somente no Brasil, e que se trata de um processo de mudança climática. Ele pontuou, ainda, que o quadro não ocorre em todo o país, mas concentrada particularmente na região Centro-Oeste e no Sudeste.

A estimativa é de que o volume de chuvas do Brasil, em 2021, seja o menor dos últimos 90 anos. Inclusive, o governo iniciou uma campanha para o consumo consciente de água e luz. No entanto, a possibilidade de racionamento foi descartada.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES