Manter a segurança digital é ato imprescindível para se livrar de problemas. As empresas devem se adequar às mudanças exigidas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), prevista para entrar em vigor no mês de Agosto. Essa nova legislação vai regular as atividades que envolvem o tratamento das informações pessoais, uma prática que é comum em muitos setores da economia.

Sua intenção é oferecer maior privacidade desses dados, que quase sempre é vazada por hackers, causando prejuízos na vida tanto do consumidor quanto aos negócios. Um relatório do Fórum Econômico afirma que o ataque cibernético é uma das grandes preocupações das empresas.

Mais de 87 milhões de pessoas, ao redor do mundo, tiveram seus perfis violados e os dados vazados na internet no ano de 2018. Sendo 443 mil deles, usuários brasileiros.

Ao entrar em vigor, a coleta e o uso dos dados pessoais, sem o consentimento do dono, vai passar a gerar punições. Para as empresas que se sentem lesadas também tem o direito de solicitar as informações de como esses dados estão sendo usados. Também será possível revogar informações que já foram concebidas para a utilização dos dados pessoais.

A partir do advento dessa nova legislação, o titular deverá sinalizar o seu consentimento de forma clara assim que fornecer os seus dados pessoais para as pessoas jurídicas que estão as coletando, essas deverão informar a finalidade para que esses dados estão sendo coletados.

Qual a importância de manter a segurança digital?

Ao facilitar o acesso ao criar seu site, os danos que podem ser causados tanto para você quanto para os seus clientes pode ser irreversível. Já que um indivíduo mal intencionado pode compartilhar as informações quando consegue invadir o seu site, e quem vai arcar com os prejuízos será você.

Senha:

Nunca se deve usar a senha em números sequenciais, nome de seu time de futebol ou data de aniversário. É muito fácil e comum de descobrir esses dados, em razão, principalmente, das redes sociais. A melhor escolha é uma senha que não tenha nada relacionado com sua vida pessoal, que não seja algo deduzível e de preferência que possua caracteres especiais.

Alternar entre letras maiusculas e minusculas, colocar caracteres especiais e números pode gerar uma senha forte. Mas em hipótese alguma você deve a compartilhar por e-mail, chats ou textos, pois isso vai facilitar a ação de hackers.

Backup:

Trata-se de uma cópia de dados que podem ser restauradas caso ocorra algum acidente.É importante criar um hábito de realizar backup para que o seu site não corra riscos. Planos de hospedagem de site oferecem serviços de backup mensais ou semanais, facilitando sua vida.

Detectar Malware:

Trata-se do nome reduzido: Malicious software, onde um código vai se infiltrar em seus computadores para roubar suas informações e dados, além de conseguirem destruir seus dispositivos.

Algumas medidas simples podem evitar esses ataques, tais como: não acessar links e sites que parecem duvidosos, assim como não fazer download de arquivos que sejam de fontes desconhecidas. Você também pode trabalhar com antivírus. Diversos deles, inclusive, são gratuitos.

Hospedagem de sites:

A hospedagem vai influenciar diretamente na segurança de seu site. Por isso é importante na hora de criar o site da sua empresa, buscar referências de hospedagem de sites, pois todos os seus dados vão estar ali. Além de ser fundamental conhecer o histórico e a atuação no mercado da tecnologia.

Certificado SSL:

Muitas lojas virtuais pecam ao não oferecer segurança para os usuários. O certificado SSL trata-se da garantia de segurança na troca de informações entre o cliente e o servidor. Os servidores protegidos possuem a url https:// HTTPS.

Essas informações foram úteis a você? Compartilhe conosco a sua opinião!