Curta e Compartilhe!

Geral

Tipos de cercamento: quais são os ideais para condomínios

Publicado

on

Se você gerencia um condomínio ou é o responsável pelo projeto de desenvolvimento de um, precisa conhecer mais sobre os principais tipos de cercamento no mercado.

Isso porque os diferentes tipos de cercamento são parte essencial do sistema de defesa de um condomínio. Afinal, é preciso ter especial cuidado em relação a isso agora que o número de roubos e furtos em condomínios está subindo.

Portanto, saber escolher dentre os principais tipos de cercamento é essencial para um condomínio seguro. Quer saber mais sobre o assunto? Então siga a leitura abaixo!

Quais são as necessidades de cercamento para condomínios?

Para saber escolher os melhores cercamentos para o seu condomínio, é importante entender quais são os tipos mais usados e mais indicados para esse tipo de espaço.

Esse entendimento é importante pois um condomínio conta com diferentes necessidades de cercamento. Isso significa, portanto, que deverá usar diferentes tipos de cercas para poder suprir essas demandas.

Em primeiro lugar, há o cercamento principal de segurança do condomínio: aquele que delimita o espaço interno local e o espaço externo, público.

Esse cercamento é aquele que dividirá o que é “do condomínio” do que é “da rua”. Assim, deve ser um cercamento resistente, altamente protetor e que afaste as tentativas de invasões de bandidos.

Do lado de dentro, o condomínio necessitará de cercamentos para delimitar os seus diversos espaços. Por exemplo, será preciso um que separe a piscina da quadra poliesportiva. Além disso, cada tipo de espaço pode exigir diferentes coisas de um cercamento.

Por exemplo, o cercamento da quadra poliesportiva pode ser um pouco mais maleável, especialmente se houver risco de contato direto das pessoas com o cercamento, como se alguém estiver correndo em uma direção e não conseguir parar a tempo.

Já o cercamento do estacionamento, por exemplo, não precisará ser tão maleável, podendo ser usado com material diferente.

Quais são os tipos de cercamento mais usados atualmente?

Nos últimos anos, o número de condomínios no Brasil subiu consideravelmente. A perspectiva é que o número continue a aumentar nos próximos anos e, por isso, será necessário adotar os tipos de cercamento corretos.

Quer saber quais são os tipos mais comuns? Confira a seguir!

Gradil

O gradil é provavelmente o tipo de cercamento mais usado em condomínios pelo Brasil. Ele é formado por uma espécie de grade feita com fio de arame de aço galvanizado e com uma camada protetora de PVC.

Sua principal característica é ser um cercamento maleável, barato e de fácil instalação. Além disso, por ser muito difícil de escalar pelo seu formato e material, ele é também muito seguro e afasta os criminosos.

Além disso, por ser vazado, permite uma visibilidade total, o que é péssimo para os criminosos.

Por causa das suas características, costuma ser usado como uma opção básica de cercamento para os setores internos do condomínio, como o estacionamento, piscina ou quadra esportiva.

Muro

Um muro de tijolos ou concreto é a opção mais comum de cercamento. Duro, forte e resistente, é um tipo de cercamento que garante muita segurança, especialmente quando usado com uma cerca elétrica para coibir invasões.

No entanto, um muro é também bem caro de se construir, além de ser permanente e não permitir alterações depois.

Por causa disso, tende a ser usado somente do lado de fora de um condomínio, com outros tipos sendo utilizados na parte de dentro do espaço.

Alambrados

Os alambrados são uma versão mais maleável e menos resistente do gradil. Ao mesmo tempo, são também mais econômicos, o que talvez seja uma vantagem para projetos que precisam reduzir um pouco os custos.

Uma das características dos alambrados é que eles são capazes de se adaptar com facilidade a terrenos irregulares. Por causa disso, devem ser aplicados em espaços com desnível no terreno, uma vez que fazer a terraplanagem do espaço seria muito mais custoso.

Telas

As telas feitas de fio de corda ou tecido são opções extremamente maleáveis e leves, mas que não trazem muita proteção ou segurança.

Elas são vazadas, o que permite melhor visibilidade do que está do lado de fora, mas não conseguem resistir muito ao impacto da chuva.

Por causa de todos esses elementos, elas não são consideradas para serem usadas como principal cercamento de algum espaço. Em vez disso, costumam ser mais aplicadas nas janelas das unidades residenciais de um condomínio, protegendo crianças ou animais pequenos que moram ali.

Existem algumas versões de telas com buracos menores feitas para impedir que bichos ou insetos entrem dentro de casa.

Qual tipo de cercamento escolher para o seu condomínio?

Agora que você já conhece as características dos diferentes tipos de cercamento que existem e podem ser aplicados em condomínios, já está mais preparado para poder escolher a melhor opção para o seu projeto.

É importante ter em mente que a escolha ideal dependerá das suas demandas, condições financeiras e opções de fornecedores.

Gostou do conteúdo? Então não esqueça de deixar um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Curiosidades

Cuidados com o pet: 5 formas de prevenir doenças

Publicado

on

É fundamental saber quais são as formas de prevenir doenças nos pets, não é mesmo? Todo tutor deve conhecer o que pode ser feito para que os animais não fiquem doentes, afinal, ninguém deseja isso para os bichinhos.

Prevenir-se de um problema é muito melhor do que lidar com as possíveis consequências, principalmente quando o assunto é a saúde do pet.

Felizmente, para os donos de animais de estimação, é possível contar com várias alternativas de prevenção para diferentes tipos de problemas de saúde, logo, há várias formas de cuidados com o pet.

Quer saber de que maneira você pode prevenir o seu animal de doenças? Acompanhe esse artigo com bastante atenção.

Boa leitura!                                                                                                          

Tudo que você precisa entender sobre as formas de prevenir doenças nos pets

Entender tudo sobre os cuidados com animais domésticos é o passo ideal para que o bem-estar do pet seja garantido, justamente por isso, é indispensável conhecer as medidas de prevenção de doenças e de qualquer complicação que possa afetar os bichinhos.

1 – A higienização é prevenção de doenças

Uma das principais formas de prevenir doenças nos pets é a higienização, já que inúmeras doenças poderão ser evitadas quando a higiene do animal se encontra em dia.

Entenda que o banho previne o acúmulo de sujeira que pode causar as infecções graves, ademais, ao dar banho no pet você consegue analisar todo corpo do bicho, logo, garante a eliminação de:

  • Carrapatos;
  • Alergias;
  • Machucados;
  • Pulgas.

Viu só? O simples ato de dar banho poderá prevenir vários possíveis problemas.

2 – Não esqueça de manter a vacinação em dia

Outro cuidado com os animais domésticos essencial é a vacinação, já que é a forma mais segura de eliminar qualquer chance de epidemia e contribui muito para a qualidade de vida do pet.

O animal de estimação que não está com a carteira de vacinação em dia, fica impedido de frequentar espaços públicos, hospedar em hotéis e de viajar.

Sendo assim, busque ajuda com um veterinário local para entender melhor sobre o processo de vacinação e garanta a saúde do pet.

3 – Forneça ração de qualidade

Nunca esqueça que a ração de qualidade irá proporcionar todas as vitaminas e nutrientes que o animal necessita, portanto, forneça sempre a ração adequada para o seu pet.

Muitas pessoas não sabem, mas a ração correta é uma das principais formas de prevenir doenças nos pets, desta maneira, é essencial que você o alimente corretamente e garanta a dieta balanceada.

4 – Exercícios físicos para pet

O incentivo frequente de atividades físicas para cachorro e gato pode evitar diversas complicações, tanto em questões físicas, como também de questões mentais.

Saiba que os animais obesos poderão sofrer com diversos problemas:

  • Nos ossos;
  • Nos músculos;
  • De diabetes.

Portanto, é imprescindível a necessidade de exercícios físicos.

Esse é um dos cuidados com pet, pois quando o animal fica muito tempo sozinho ou parado ele poderá sofrer com a depressão, logo, isso afeta a sua vitalidade.

5 – Cuidados no inverno

Uma das dicas de cuidados para os pets no inverno é evitar que o pelo do animal seja tosado durante esse período de frio, pois o pelo é essencial na retenção de calor.

Além disso, preste bastante atenção no abrigo do seu pet, isso significa que se ele não fica dentro de casa, é necessário que haja atenção no lugar que ele vive.

Mantenha-se em contato com um especialista

Jamais deixe de ter contato com um veterinário, pois ele poderá te indicar e conscientizar sobre as formas de prevenir doenças nos pets, portanto, se você precisar de algum procedimento, tratamento, farmácia de manipulação veterinárias, esse profissional irá te auxiliar.

Gostou do artigo? Compartilhe-o!

Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES