Curta e Compartilhe!

Motivacional

4 dicas simples que vão te ajudar a aprender a confiar em si mesmo

Publicado

on

4 dicas simples que vão te ajudar a aprender a confiar em si mesmo

Mentes Blindadas no Google News

Há muitas pessoas que vão e vêm ao longo da sua vida, mas a única pessoa que sempre estará lá é você. Saber como confiar em sua própria capacidade de tomar decisões e fazer o que é melhor para você o impulsionará ao sucesso e o impedirá de limitar sua vida por medo de fazer as coisas “erradas”.

Aprender a confiar em si mesmo não é um processo fácil, mas com algumas ferramentas e técnicas simples, você pode construir seus músculos de autoconfiança e se tornar o durão confiante que você sempre quis ser.

Então, como fazemos isso? Como podemos aprender a confiar mais em nós mesmos?

4 dicas simples para ajudá-lo a aprender a confiar em si mesmo para a vida toda

  • Investigue a si mesmo

Para aprender a autoconfiança, o primeiro passo é considerar a razão ou razões pelas quais você não confia em si mesmo. Talvez você tenha tomado decisões erradas no passado que o deixaram inseguro quanto à sua capacidade de fazer boas escolhas.

Talvez alguém lhe disse que você não era confiável e agora você acredita que isso seja verdade. Quaisquer que sejam os seus motivos, é importante ficar ciente deles, para que você possa trazer consciência para o momento que esta passando. A verdade é que você é capaz de confiar em si mesmo, mas acabou se acostumando a dizer a si mesmo que não pode.

  • Cultive conexão

Curiosamente, para muitas pessoas, o medo que têm de confiar em si mesmas é, na verdade, porque têm muito pouca conexão com sua voz interior.

Considere o seguinte: seria muito difícil confiar em um amigo ou membro da família se você quase nunca falasse com eles, certo?

Você não confiaria em alguém com quem você mal fala a te ajudar em tomar grandes decisões em sua vida, não é?

O mesmo se aplica a você. Se você nunca se sintoniza com seu próprio ser interior, como poderá confiar nele? A fim de reconquistar sua confiança, você precisa criar um forte diálogo interno ao qual possa recorrer a qualquer momento.

  • Pratique o amor próprio

Para aprender a ativar sua sabedoria interior, você precisa cultivar uma forte conexão com seu mundo interior.

 Este é um grande passo de autoconsciência e autodomínio. Faça um esforço consciente para praticar a escuta do seu mundo interior.

Comece de forma simples, como cumprir as promessas que faz a si mesmo. Outra ótima prática para se conectar a si mesmo é simplesmente colocar a mão no coração e dizer “Eu te amo, estou ouvindo”. Essa prática é como iniciar uma conversa com seu próprio coração.

  • Deixe ir

No processo de aprender a confiar em si mesmo, é extremamente importante também reconhecer as pessoas ao seu redor. Deixe ir as pessoas que duvidam de você. Escolha passar tempo com pessoas que o lembrem de como você é poderoso e o incentivem a ser corajoso em suas escolhas. Na vida, ganhamos ou aprendemos. Só falharemos se pararmos de tentar.

Aprender a confiar em seus instintos e intuição pode ser assustador no início, mas quanto mais você faz, mais fácil fica. Você cometerá erros, é claro, essa é a natureza do aprendizado. Mas, com o tempo, você ficará cada vez melhor em aprender a confiar em si mesmo. Autoconfiança significa saber que você pode lidar com qualquer coisa que a vida jogar em você porque você é capaz, poderoso e forte!

Mentes Blindadas no Google News

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conhecimento

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Publicado

on

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Muitas vezes de forma involuntária, a dependência emocional nas relações é algo que ocorre bastante e você pode estar passando por isso.

Dessa forma, é muito comum a seguinte frase: “o que eu vou fazer sem determinada pessoa”? uma vez que sua rotina e você se adaptou a ela.

Ou seja, como o próprio nome já disse, você se torna dependente emocionalmente daquela pessoa, devido à relação que vocês possuem.

No entanto, além da famosa frase, existem algumas outras coisas que podem mostrar a dependência emocional em todas as relações.

E, devido nem sempre temos aquela pessoa no cotidiano, acaba sendo algo que faz mal, onde você precisa reconhecer isso e buscar ajuda.

Portanto, para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Como reconhecer a dependência emocional nas relações?

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas.

Nesse sentido, diferente do que muitos pensam, você pode ter esse problema de dependência em diversos tipos de casos e relações.

Sendo assim, confira como reconhecer essa dependência totalmente emocional, nas principais relações:

Relacionamentos amorosos

Por mais que ele não seja o único, os relacionamentos amorosos ainda são os principais causadores da dependência emocional.

Dessa forma, você pode perceber essa dependência, quando no relacionamento já não existe mais aquele prazer, ocorrendo:

  • Brigas
  • Xingamentos
  • Discordâncias
  • E dentre outras coisas

No entanto, mesmo com tudo isso, você não consegue largar o relacionamento, com medo principalmente de ficar sozinho.

Ou seja, basicamente, a pessoa se tornou sua rotina, e mesmo com todos os problemas você não consegue acabar com o ciclo amoroso.

Isso também é um dos principais geradores de alcoolismo e depressão, sendo às vezes necessário até mesmo a procura de uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Relações entre parentes

Depois das relações de dependência emocional com parentes, uma outra relação que pode envolver bastante a parte emocional, é entre parentes.

Nesse sentido, isso acontece muito principalmente entre pais e filhos, onde alguns não conseguem aceitar que o filho tenha a sua individualidade.

Desse modo, pode acontecer de ocorrer aquela relação sufocante, onde muitos pais chegam a usar chantagem emocional, para impedir que os seus filhos sigam a vida.

Além disso, você também vai ver que isso ocorre com os filhos, onde muitos, devido a relação parental, não conseguem seguir o próprio rumo.

Sendo assim, mesmo que seja necessário seguir a sua própria vida, ocorre aquele medo de não conseguir viver separados dos pais e dentre outras coisas.

Portanto, se você faz esse tipo de coisa, ou sofre com alguma delas, certamente estamos falando de uma grande dependência emocional.

Amizade

Por fim, mas também uma das dependências emocionais bem presentes, são as amizades.

Atualmente, você pode notar que muito é usado o termo de amizade tóxica, que basicamente são pessoas que podem acabar tirando o seu bem-estar.

Dessa forma, você pode reconhecer a dependência emocional, principalmente em casos de ciúmes extremos, a ponto de o seu amigo (a), não permitir que você tenha outras pessoas em seu ciclo.

No entanto, devido a amizade, principalmente se for de muito tempo, acaba ocorrendo aquele medo de uma conversa.

Ou, até mesmo chegar a terminar o ciclo de amizade com aquela pessoa.

Então, acaba preferindo se magoar, do que tomar uma ação, principalmente com medo de não conseguir adquirir outras amizades.

O que fazer para evitar a dependência emocional?

Infelizmente, essa dependência é algo que de toda forma acaba seguindo grande parte das pessoas.

Dessa forma, acaba sendo algo comum, muitas vezes inevitável, principalmente quando o contato é a muito tempo.

Logo, para essa dependência, o que você pode procurar a ajuda de uma pessoa próxima e confiável, para trazer outro ponto de vista.

Até porque, muitas das vezes, você pode achar que é coisa da sua cabeça, e assim acabar seguindo devido a dependência emocional.

No entanto, muitas das vezes apenas isso pode não ser o suficiente para tratar esse problema, sendo essencial um acompanhamento psicológico.

Além disso, você precisa saber que a dependência causada por emoções pode trazer outros problemas, como alcoolismo, depressão, ansiedade, entre outros.

Assim, caso também for necessário, o ideal é buscar uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Portanto, não leve esse problema como algo normal, uma vez que isso pode acabar com o seu psicológico, tornando sua vida um verdadeiro caos.

O ideal é que você procure sempre algo que lhe deixe saudável, e que vai lhe trazer felicidade.

Considerações finais

Se você queria saber como reconhecer a dependência emocional, certamente esse artigo abriu muito a sua mente.

Então, se você tem casos próximos, ou até mesmo si próprio esteja passando por essa situação, procure ajuda imediatamente.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES