Curta e Compartilhe!

Conhecimento

Como manter a ergonomia correta no ambiente de trabalho

Publicado

on

Mentes Blindadas no Google News

As jornadas de trabalho duram em média oito horas por dia, sem contar as horas extras e os trabalhos realizados fora do ambiente profissional. Muitas vezes, passamos um terço ou mais do nosso dia realizando um tipo de tarefa, em uma determinada posição. Por isso, é importante saber como manter a ergonomia correta no ambiente de trabalho!

Ficar muito tempo na mesma posição pode causar lesões, dores e tensões pelo corpo. Doenças causadas por má postura e falta de cuidados ergonômicos é uma das principais causas de afastamento do trabalho, segundo dados do INSS. Por isso, é importante tomar alguns cuidados.

Acompanhe a leitura do artigo e aprenda como manter a ergonomia correta no ambiente de trabalho!

Como manter a ergonomia correta no ambiente de trabalho?

Postura

Manter uma postura adequada ajuda para que o corpo mantenha uma boa circulação sanguínea, os músculos não fiquem tensionados e as vértebras da coluna não fiquem pressionadas. Para quem passa muito tempo sentado, é importante evitar cruzar as pernas, pelo menos por muito tempo. As pernas devem estar posicionadas em um ângulo de 90º, os pés devem estar apoiados no chão, evitando calçados com salto alto. Os pés podem estar em apoios próprios para os pés.

A cabeça deve estar alinhada ao centro do monitor, a uma distância entre 40 e 70 centímetros, para que a visão não seja prejudicada. As costas devem estar eretas, apoiadas em encosto adequado e alinhado. Os braços devem estar levemente esticados e o antebraço deve estar apoiado, seja em um apoiador ergonômico na mesa ou em apoio adequado na cadeira, também em ângulo de 90º.

Mobiliário adequado

Como já mencionado no item anterior, um mobiliário adequado auxilia a manter a ergonomia adequada no ambiente do trabalho. Mesa em tamanho adequado, que permita uma boa organização do espaço de trabalho, suporte para o monitor, apoio para o antebraço, mousepad e teclado ergonômicos, cadeiras ergonômicas, com apoio para os braços, apoiador para os pés, entre outros recursos para auxiliar na postura adequada, evitam lesões de trabalho.

Roupas confortáveis

Não só o calçado deve ser confortável, as roupas também podem contribuir para a má circulação. Roupas muito apertadas podem prejudicar a circulação sanguínea e até mesmo causar tensões musculares. Prefira roupas mais leves, que também ajudem o corpo a respirar melhor.

Fazer pausas

Mesmo com uma enorme quantidade de trabalho e a pressão por prazos curtos (talvez principalmente por esses fatores), é importante fazer pausas, relaxar, levantar, se movimentar. Faça pequenos lanches, movimente-se, converse com colegas de trabalho, não a ponto de prejudicar o rendimento da equipe, mas o suficiente para que você consiga parar um pouco e respirar. Vá ao banheiro sempre que houver necessidade, demorar muito pode causar doenças como infecção de urina, por exemplo.

Cuidados emocionais

O cuidado emocional é um dos mais importantes cuidados para evitar lesões posturais. Estresse, pressão psicológica, ansiedade, depressão, podem causar má postura e tensões musculares. Faça um acompanhamento psicológico sempre que perceber essa necessidade. A pandemia causada pelo novo coronavírus tem sido um fator de aumento do estresse no trabalho, além de causar aumento da ansiedade. É possível consultar outras dicas do blog Veiga Gestão sobre o tema.

Movimente-se

Pessoas que trabalham muito tempo em pé, além de calçado adequado, é importante se movimentar e trocar de posição, fazer pausas, sentar-se, alongar-se. Movimentar o corpo ajuda na circulação sanguínea e no relaxamento muscular. Nas pausas, faça alongamentos e exercícios. Empresas que investem na ergonomia do profissional com horários de exercício, auxiliados por profissionais têm aumento na produtividade. Ainda assim, as condições reais nem sempre refletem as ideais, portanto, aposte nas pausas e na movimentação do corpo.

Essas são algumas dicas de como manter a ergonomia correta no ambiente de trabalho. Vale lembrar que elas devem ser seguidas mesmo que você esteja em home office, uma prática que aumentou muito por causa da pandemia do novo coronavírus. Comente a seguir sua opinião!

Mentes Blindadas no Google News

Comentar

Comente a notícia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conhecimento

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Publicado

on

Descubra como reconhecer a dependência emocional nas relações

Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News

Muitas vezes de forma involuntária, a dependência emocional nas relações é algo que ocorre bastante e você pode estar passando por isso.

Dessa forma, é muito comum a seguinte frase: “o que eu vou fazer sem determinada pessoa”? uma vez que sua rotina e você se adaptou a ela.

Ou seja, como o próprio nome já disse, você se torna dependente emocionalmente daquela pessoa, devido à relação que vocês possuem.

No entanto, além da famosa frase, existem algumas outras coisas que podem mostrar a dependência emocional em todas as relações.

E, devido nem sempre temos aquela pessoa no cotidiano, acaba sendo algo que faz mal, onde você precisa reconhecer isso e buscar ajuda.

Portanto, para ajudar você, ou outra pessoa que esteja passando por isso, citaremos tudo sobre como reconhecer a dependência emocional nas relações, e o que fazer para evitar isso.

Como reconhecer a dependência emocional nas relações?

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que a dependência emocional não se resume apenas a relações amorosas.

Nesse sentido, diferente do que muitos pensam, você pode ter esse problema de dependência em diversos tipos de casos e relações.

Sendo assim, confira como reconhecer essa dependência totalmente emocional, nas principais relações:

Relacionamentos amorosos

Por mais que ele não seja o único, os relacionamentos amorosos ainda são os principais causadores da dependência emocional.

Dessa forma, você pode perceber essa dependência, quando no relacionamento já não existe mais aquele prazer, ocorrendo:

  • Brigas
  • Xingamentos
  • Discordâncias
  • E dentre outras coisas

No entanto, mesmo com tudo isso, você não consegue largar o relacionamento, com medo principalmente de ficar sozinho.

Ou seja, basicamente, a pessoa se tornou sua rotina, e mesmo com todos os problemas você não consegue acabar com o ciclo amoroso.

Isso também é um dos principais geradores de alcoolismo e depressão, sendo às vezes necessário até mesmo a procura de uma clínica de reabilitação para alcoólatras.

Relações entre parentes

Depois das relações de dependência emocional com parentes, uma outra relação que pode envolver bastante a parte emocional, é entre parentes.

Nesse sentido, isso acontece muito principalmente entre pais e filhos, onde alguns não conseguem aceitar que o filho tenha a sua individualidade.

Desse modo, pode acontecer de ocorrer aquela relação sufocante, onde muitos pais chegam a usar chantagem emocional, para impedir que os seus filhos sigam a vida.

Além disso, você também vai ver que isso ocorre com os filhos, onde muitos, devido a relação parental, não conseguem seguir o próprio rumo.

Sendo assim, mesmo que seja necessário seguir a sua própria vida, ocorre aquele medo de não conseguir viver separados dos pais e dentre outras coisas.

Portanto, se você faz esse tipo de coisa, ou sofre com alguma delas, certamente estamos falando de uma grande dependência emocional.

Amizade

Por fim, mas também uma das dependências emocionais bem presentes, são as amizades.

Atualmente, você pode notar que muito é usado o termo de amizade tóxica, que basicamente são pessoas que podem acabar tirando o seu bem-estar.

Dessa forma, você pode reconhecer a dependência emocional, principalmente em casos de ciúmes extremos, a ponto de o seu amigo (a), não permitir que você tenha outras pessoas em seu ciclo.

No entanto, devido a amizade, principalmente se for de muito tempo, acaba ocorrendo aquele medo de uma conversa.

Ou, até mesmo chegar a terminar o ciclo de amizade com aquela pessoa.

Então, acaba preferindo se magoar, do que tomar uma ação, principalmente com medo de não conseguir adquirir outras amizades.

O que fazer para evitar a dependência emocional?

Infelizmente, essa dependência é algo que de toda forma acaba seguindo grande parte das pessoas.

Dessa forma, acaba sendo algo comum, muitas vezes inevitável, principalmente quando o contato é a muito tempo.

Logo, para essa dependência, o que você pode procurar a ajuda de uma pessoa próxima e confiável, para trazer outro ponto de vista.

Até porque, muitas das vezes, você pode achar que é coisa da sua cabeça, e assim acabar seguindo devido a dependência emocional.

No entanto, muitas das vezes apenas isso pode não ser o suficiente para tratar esse problema, sendo essencial um acompanhamento psicológico.

Além disso, você precisa saber que a dependência causada por emoções pode trazer outros problemas, como alcoolismo, depressão, ansiedade, entre outros.

Assim, caso também for necessário, o ideal é buscar uma clínica de recuperação para dependentes químicos.

Portanto, não leve esse problema como algo normal, uma vez que isso pode acabar com o seu psicológico, tornando sua vida um verdadeiro caos.

O ideal é que você procure sempre algo que lhe deixe saudável, e que vai lhe trazer felicidade.

Considerações finais

Se você queria saber como reconhecer a dependência emocional, certamente esse artigo abriu muito a sua mente.

Então, se você tem casos próximos, ou até mesmo si próprio esteja passando por essa situação, procure ajuda imediatamente.


Mentes Blindadas no Google News
Mentes Blindadas no Facebook News
Continuar lendo

TECNOLOGIA

CONHECIMENTO

NOTÍCIAS POPULARES