Morar em condomínio traz benefícios como segurança, boa localização, garagem, bicicletário, academia, salão de festa, piscina, playground. Alguns até contam com lavanderia, salão de jogos, spa e outras inovações. É um local de convívio coletivo, uma pequena comunidade, às vezes nem tão pequena assim: muitos condomínios têm o tamanho de vilas e até mesmo de bairros.

São muitas famílias convivendo todos os dias, com suas diferentes crenças, valores e estilos de vida. A importância desse convívio é tão grande, que muitas de suas regras acabam tendo que ser decididas na Justiça, pelo Superior Tribunal de Justiça.

Para evitar que transtornos como esse aconteçam, é fundamental ter práticas de boa vizinhança para inserir no seu dia a dia. Veja a seguir algumas dicas!

x práticas de boa vizinhança para inserir no seu dia a dia

1. Silêncio

Essa é a maior causa de conflitos entre vizinhos, existe inclusive a Lei do Silêncio, que estabelece os limites de barulho nos diferentes períodos do dia e as multas para quem descumpre. Existem duas faixas de horário, que permitem volumes distintos: das 7h às 22h e das 22h às 7h.

A dica aqui é não fazer o que você não gostaria que fizesse a você. Procure evitar dar festas com muito barulho e som alto, evite escutar música e assistir TV com volume alto, converse com as crianças da casa sobre essas regras, verifique o que faz com que seu cachorro esteja latindo e procure resolver.

Se o barulho vem do vizinho, tente conversar amigavelmente, explique suas necessidades, peça para abaixar o volume. Muitas vezes, uma abordagem amigável resolve o problema. Se o barulho persistir, converse com os demais vizinhos, quanto mais pessoas pedindo para que o barulho diminua, melhor. Se nada resolver, chame a polícia.

2. Gentileza, cordialidade, educação

Muitas amizades e bom convívio começam com um “bom-dia” trocado entre vizinhos. São famílias que convivem todos os dias, pessoas que também passam por problemas, necessidades, sonhos e dificuldades. Segurar a porta do elevador para idosos, pessoas com crianças de colo, com sacolas, pessoas com deficiência são atitudes simples que melhoram o dia a dia e cria um sentimento de comunidade.

3. Obras e reformas

Motivo de conflitos entre os vizinhos, as obras na casa causam barulho, poeira e até mesmo sensação de insegurança, por conta da circulação de prestadores de serviço no prédio. Antes de realizar a obra, comunique aos vizinhos o início delas. Vale até tentar saber com os mais próximos os horários que é melhor evitar fazer barulho. Além disso, procure por profissionais de confiança, até para que você possa indicar aos vizinhos, como bons encanadores, eletricistas, desentupidora de esgoto e outros prestadores de serviços.

4. Lixo e descarte

Conheça os horários e dias para colocar o lixo para fora e descarte corretamente. Alguns lugares fazem a separação do lixo em diferentes dias da semana. Alimentos que causam mau cheiro devem ser descartados com segurança. Não jogue móveis e objetos na rua nem nas áreas comuns do condomínio, procure fazer uma doação ou leve até o ecoponto de seu bairro.

5. Higiene e manutenção

Cuide da aparência e da higiene da sua casa, em especial nas áreas comuns, como a porta, janelas e varandas, por exemplo. Evite acumular objetos, sapatos e sujeira, conserte vidros quebrados, não acumule lixo, móveis e outros objetos tanto na porta quanto na varanda.

6. Animais e crianças

Crianças fazem amizade fácil, brincam nas áreas comuns e de lazer e muitas vezes se exaltam nas brincadeiras. É normal que existam conflitos entre elas e é preciso ensinar sobre o diálogo e procurar dialogar com as famílias a respeito. Ensine sobre as regras do condomínio e a importância de seu cumprimento para o bom convívio.

Os animais não devem estar soltos fora de casa, o cocô deve ser recolhido, xixi é proibido em muitos lugares. Cachorros de grande porte devem estar com focinheiras. Cuide da higiene de seu bichinho e tome cuidado com animais silvestres, muitos são proibidos por lei.

7. Participação nas assembleias, grupos e reuniões

A participação nas reuniões e nos grupos do condomínio pode facilitar muito a comunicação e resolução de problemas, além de ser a forma de estar a par das mudanças e decisões. Conheça a legislação pertinente, cumpra as regras, vote e faça sugestões de melhorias.

8. Diálogo e solidariedade

A dica mais importante de práticas de boa vizinhança para inserir no dia a dia é sem dúvida o diálogo e a solidariedade. Seja pacífico, colaborativo, cordial e aberto ao diálogo. Respeite as pessoas nos grupos de comunicação do condomínio, busque entender as necessidades dos demais e saiba comunicar suas necessidades de forma pacífica, ajude no que for possível. Assim, o convívio coletivo fica mais harmonioso e nossa qualidade de vida aumenta.

Essas são algumas dicas para uma boa vizinhança. O que você já pratica no seu dia a dia? O que você tem mais dificuldade de praticar? Conta pra gente nos comentários!