Rio: ex-prefeito Eduardo Paes é alvo de operação do Ministério Publico

O ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, é alvo de operação do Ministério Público do Estado. Os promotores cumprem mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz Flávio Itabaiana Nicolau, que aceitou denúncia do MP.

Paes foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção, junto com outras quatro pessoas pelos crimes de corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Uma fonte da BandNews FM informou que entre os alvos da operação está também o deputado federal e aliado político de Paes, Pedro Paulo, do Democratas.

Eduardo Paes e Pedro Paulo estão envolvidos em um processo que investiga o recebimento de propina por parte da Odebrecht para facilitar a assinatura de contratos de obras da Prefeitura do Rio durante os jogos olímpicos de 2016, sediados pela capital fluminense. Em junho deste ano, a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal rejeitou o pedido de arquivamento do processo.

A assessoria do ex-prefeito informou que Eduardo Paes está indignado por ter sido alvo de ação de busca e apreensão no que classificou como uma tentativa clara de interferência do processo eleitoral. Ainda de acordo com a nota, a defesa de Paes não teve acesso aos termos da denúncia e só assim que tiver detalhes do processo vai pronunciar sobre a operação desta terça-feira. A assessoria do deputado federal Pedro Paulo pontuou, em nota, que a operação se trata do uso político de instrumentos da justiça para interferir na eleição e Pedro Paulo não será intimidado. A nota também aponta que o, ao ter acesso ao conteúdo da denúncia, o político fará a própria defesa no processo