Será que usar Linux é complexo? Por que existem várias versões desse sistema? O que muda para o Windows? Como testar suas aplicações? Essas são algumas questões que responderemos e que são desmistificadas abaixo.

Leia com atenção e amplie seus conhecimentos.

Veja como aprender mais sobre:

4 questões gerais sobre o Linux:

O que é Linux?

Linux é um sistema operacional de código livre desenvolvido no início da década de 1990 a partir de uma melhoria de outro sistema, o Minix. Atualmente, é um dos mais populares do mundo, composto por centenas de distribuições criadas por uma extensa comunidade de empresas, programadores e usuários.

O que é kernel?

O kernel é considerado a parte principal de um sistema operacional, aquela que comanda todos os recursos e ganha modificações constantes. Tecnicamente, o kernel Linux pode ser configurado por um desenvolvedor e gerar uma distribuição completa, com suas próprias características. O primeiro kernel Linux foi programado pelo finlandês Linus Torvalds, e a partir desse núcleo surgiram inúmeras versões usuais e famosas atualmente.

Portanto, o kernel Linux é livre e serve como base para qualquer projeto. Já o sistema operacional em si, com todas as suas aplicações e ferramentas, é tratado oficialmente como GNU/Linux, tanto para fortalecer seu detentor – o projeto GNU – quanto para dar força e destaque a sua licença como software livre.

Diversos cursos online abordam tudo sobre Linux e mostram como seus recursos são importantes para diversas tarefas. Além de dinâmicas e flexíveis, muitas distribuições são gratuitas e com uso totalmente livre.

O que é código aberto e software livre?

Código aberto (open source) e software livre (free software) são termos complementares que indicam ao usuário que ele pode usar o programa de forma aberta e independente – para estudar, modificar, copiar e distribuir de acordo com seus objetivos e necessidades.

O kernel Linux segue esses preceitos, porém suas versões podem ser tanto gratuitas quanto pagas. Em todo caso, é fundamental que estejam licenciadas pelo Linux Mark Institute antes que sejam vendidas.

Quantas distribuições tem o Linux?

Todo sistema operacional que utiliza kernel Linux, interface e uma linha de softwares particulares é tratado como distribuição. Geralmente, é projetada por uma comunidade de especialistas ou organizações, cada qual com suas características.

Atualmente, existem mais de 300 distribuições de Linux existentes, embora poucas tenham alcançado notoriedade. Entre as principais podemos citar o Kurumin, Debian, Ubuntu, Slackware, Fedora e o CentOS.

Cursos online com certificado sobre o tema destrincham as principais aplicações e suas características para que você conheça e escolha a que melhor se adapta as suas atividades. Aproveite e estude para ter uma visão mais abrangente das ferramentas e utilidades do Linux.