Afinal, por onde anda a cédula de R$ 1?

O burburinho nas redes sociais e nas rodas de conversa após o lançamento da oitava filha da família real, a nota de R$ 200, que circula no país desde o dia 2 de setembro, trouxe à tona um misto de lembrança afetiva e questionamento: por que é cada vez mais raro encontrar a  nota de R$ 1? A cédula de um real ainda existe ou tem validade?

De cor verde e com um beija-flor alimentando filhotes em seu ninho, a cédula chegou junto com o Plano Real, em 1º de julho de 1994. Apesar de não ter saído de circulação, segundo o Banco Central, parou de ser produzida uma vez que, para esse valor, a Instituição vem priorizando a emissão de moedas que apresentam uma relação custo-benefício melhor do que a das notas, em razão de sua durabilidade.

O Banco Central promove a substituição da cédula de R$ 1 pelas moedas desde 2005, mas qualquer cédula da primeira família do Real em circulação é válida. Elas serão substituídas naturalmente pelas da segunda família.

Sobre a nova nota

Afinal, por onde anda a cédula de R$ 1?A nova nota de R$ 200 tem o mesmo tamanho da de 20 reais da Segunda Família, e suas cores predominantes são cinza e sépia. Ela possui elementos de segurança que também estão em outras denominações e já são conhecidos pela população, como o número que muda de cor e a marca-d’água.

Confira abaixo infográfico feito pela Agência Tatu com o histórico das cédulas do Brasil a partir de 1994, quando entrou em vigor o Plano Real:

Afinal, por onde anda a cédula de R$ 1?